Nós somos a MentalMe!

Compartilhe com um amigo!

Share on telegram
Share on whatsapp
Equipe MentalMe

Era um fim de tarde de um domingo ensolarado, eu tinha acabado de chegar do almoço com alguns amigos, quando recebi a ligação da minha irmã, Ana, que estava chorando e dizia:

[Ana]: – Oi. A mãe não está nada bem, estou muito preocupada com ela, preciso de ajuda!

[Eu]: – Ok, mas o que ela tem? O que está acontecendo? O que ela tem sentido? 

[Ana]: – Não sei ao certo, mas nas últimas semanas tenho percebido que ela tem se isolado, não tem conversado muito, demonstra pouco interesse pelas coisas e conversas, e, de ontem pra hoje, ficou só no quarto. Agora mesmo, ela acabou de pedir pra eu cancelar todos os compromissos dela de amanhã, pois não vai trabalhar.”

[Eu]: – Entendi, mas ela chegou a comentar algo mais específico? Alguma dor? Algum desconforto?

[Ana]: – Não, ela apenas disse que não está bem, que tem se sentido muito cansada e com algumas dores no corpo. Mas, eu percebi que ela tem acordado bastante durante a noite e fica andando pela casa.

Ela também não está comendo direito: as vezes passa o dia todo sem comer e tem dias que come exageradamente.
Ah, e sabe aquelas idas no clube que religiosamente ela fazia? Então, percebi que já faz algumas semanas que ela não vai.

Desculpa te incomodar, sei que você está aí longe e eu estava tentando administrar daqui, mas não estou mais dando conta…

Cheguei até a pesquisar um pouco sobre os sintomas, mas preciso da sua ajuda!
Pedro, será que nossa mãe está com depressão?

[Eu]: – Caramba Ana, isso tudo faz sentido, pode ser que ela esteja deprimida mesmo! Precisamos procurar ajuda de um profissional agora mesmo.

Não se preocupe, vamos levá-la a um médico para iniciar um tratamento. Nossa mãe vai melhorar e voltar a ter o ânimo, rotina e qualidade de vida que sempre teve e aquele sorriso no rosto.

Muito mais do que uma história

Caro Leitor, os nomes dos personagens da história acima são fictícios, mas a história é real para muitas famílias. onde muitas se sentem perdidas e nem ao menos sabem como ajudar os entes queridos, e, assim, muitos tiram conclusões precipitadas, não buscam ajuda profissional e até se auto medicam.

Em contrapartida, a pessoa que está apresentando estes sinais, está sofrendo, se sente cada vez mais vulnerável e não tem perspectivas de melhora, permanecendo em um círculo vicioso entre altos e baixo, tendo sérios impactos em sua saúde emocional e física e, consequentemente, perdendo qualidade de vida.

Mas o ponto é: Isso tem cura? A pessoa vai conseguir melhorar? De que forma?

Justamente para responder algumas destas questões, nasceu a MentalMe.

Uma solução incrível e inovadora que busca dar condições de um diagnóstico mais assertivo, um tratamento devidamente planejado, com o acompanhamento e o monitoramento clínico, tendo uma relação mais humanizada e próxima entre o médico e o paciente.

Você deve estar se perguntando: mas como isso é possível?

Se a Saúde Mental e Emocional se refere a sinais e sintomas, que estão ligados à uma série de percepções e comportamentos (e não exatamente a um exame específico, como um raio X, por exemplo), como a MentalMe pode trazer um resultado eficiente e satisfatório?

Apesar da dificuldade em não ter um exame específico, como estamos acostumados, existem meios e diversos formatos capazes de avaliar e gerar resultados extremamente relevantes e importantes, os quais devem ser aplicados em um tratamento.

Entretanto, infelizmente estes “protocolos clínicos”, não são tão acessíveis à grande maioria dos pacientes, por dois fatores principais:

  1. O maior utilização ainda se encontra em ambientes acadêmicos e de estudos, com usabilidade ruim;
  2. O tempo necessário para aplicação dos protocolos tornam o atendimento mais longo e, consequentemente, mais caro, o que limita o acesso apenas para aqueles que tem melhores condições financeiras.

A MentalMe surgiu com o propósito de democratizar estes protocolos, tornando-os mais acessíveis (tanto para o profissional, quanto para o paciente), trazendo uma excelente experiência de utilização e, principalmente, agindo de forma efetiva nas causas das doenças.

Além disso, também vale compreender os aspectos que diferenciam: uma pessoa com desempenho normal (sem variações e/ou problemas emocionais); uma pessoa que apresenta alguns sinais de tristeza, problemas pontuais e uma variação emocional relacionada à uma situação específica; e  uma pessoa que apresenta sintomas de uma desorganização emocional grave – com problemas relacionados à organização de uma rotina, variações frequentes de humor, falta de concentração, perda e/ou aumento de apetite, insônia, entre outros sinais. No último caso, o indivíduo precisa de atendimento Psiquiátrico (Médico) e é neste foco que a MentalMe apresenta a solução.

Compreendendo a necessidade de melhora no atendimento em psiquiatria, a MentalMe oferece a possibilidade de realização e aplicação de um questionário (tipo um exame), o qual é respondido pelo paciente antes da primeira consulta, gerando um resultado muito importante para embasar o médico durante o atendimento.

Em paralelo, o paciente já recebe um acesso exclusivo ao aplicativo MentalMe, desenvolvido para acompanhar e monitorar o quadro de evolução do paciente.

E de que forma isso é feito?

De forma muito simples! O acompanhamento refere-se à percepção e resposta do paciente sobre como ele tem se sentido, assim como, algumas “Escalas de Monitoramento” específicas para cada tipo de diagnóstico (doença).

Dessa forma, serão habilitadas para que este paciente também responda e, com a junção dessas informações, o médico terá a possibilidade de avaliar, como tem sido a evolução e os resultados do tratamento que está sendo prescrito.

Também é disponibilizada a ferramenta Chat. Ela possibilita um contato próximo entre o médico e paciente, para quaisquer esclarecimentos que o paciente possua no desenrolar do tratamento e nos intervalos entre as consultas.

Além disso, conteúdos de PsicoEducação e demais informações relevantes sobre a Saúde Emocional e Mental, serão sempre compartilhadas e disponibilizadas para todos os pacientes.

Sabemos, que ainda há muito estigma e preconceito quando se fala em Saúde Mental, por falta de conhecimento, esclarecimento e até conflitos de informações, porém, a MentalMe tem como objetivos: quebrar estas barreiras, disponibilizar tratamentos eficazes e possibilitar o acesso à informação de qualidade.

Se identificou com o conteúdo?
Entre em contato com a gente e saiba mais!
Ah, e não deixe de compartilhar!

Um abraço!

Natalia Gomes

Natalia Gomes

A saúde mental é fundamental para nossas habilidades coletivas e individuais, tanto no exercício de pensar, quanto ao se emocionar, socializar, produzir e aproveitar a vida. Biomédica com MBA em Gestão em Saúde pela FGV.

Newsletter

Receba gratuitamente nossos conteúdos toda semana diretamente no seu e-mail.

Siga Nossas
Redes Sociais

Posts Recentes

Facebook

Categorias:

O tratamento de sucesso depende
da avaliação correta

A tecnologia auxiliando a psiquiatria de precisão, possibilitando diagnósticos mais acurados e, por consequência, tratamentos de mais resultado.

Assine a nossa newsletter

Receba gratuitamente nossos conteúdos toda semana diretamente no seu e-mail.